Sentimentos

Como um mar, enorme e intenso são os meus sentimentos
Inconstantes, densos, aterrorizantes
Ao passo que cresce em volume, decresce em beleza

Gostaria que tudo fosse mais simples
Que o meu descanso não tardasse
Pois minha dor cresce a cada dia

O peso dos meus poucos dias
Crescem em minhas costas
Ando curvado pela dor
A beleza e esplendor de outrora
Não passam de sulcos, profundos em minha face

Os meus dias não são fáceis
Mas neles mesmos encontrei o meu refúgio
Alguém que sempre me estende a mão
Cujo o amor, imaculado e incalculável me é dedicado
E por esse amor apenas luto
Na esperança da minha espera, apesar de ansiar por ela
Seja agradável e que possamos construir algo juntos

Se as palavras perder-se-ão no tempo
Isso eu não me atrevo a dizer
Mas digo algo, com vigor no coração
Forjado em meio ao fogo eu fui
E não conheço a vergonha da derrota
E não será agora que a fadiga e cansaço
Que o mundo tenta me impor
Que fará com que a minha língua canse
E que os olhos da minha'lma não contemplem à beleza
Cujo as palavras não são capazes de descrever
Cujo o meu infindável amor pela criação
Seja capaz de comparar-se ao amor do Criador

Sigo vivendo, acompanhado por alguém
Amante, amiga, esposa amada
Um presente que Deus me deu
Cujo o respeito e esplendor
Devo eu manter inviolado
Cujo o poder de curar a minha angústia
No simples toque de seus lábios
Cujo o travesseiro para o descanso
De uma vida farta de sofrimento encontro eu....
Cujo o amor encontra a definição
Da simples forma como deve ser...
Postar um comentário